Campo Grande/MS, Sábado, 21 de Julho de 2018 | 12:59
27˚
(67) 3042-4141
Opinião
Terça-Feira, 10 de Julho de 2018, 07h:00
Tamanho do texto A - A+

Como interagir com pessoas com Alzheimer

Por Dra. Jacqueline Cássia de Castro*

Artigo de responsabilidade do autor
Envie seu artigo para opiniao@capitalnews.com.br

A doença de Alzheimer é um tipo demência, sendo a forma mais comum dentre todas as demências.  Essa doença consiste na perda de memória e outras habilidades cognitivas e funcionais que interferem na rotina diária. Do total de casos de demência diagnosticados, 60 a 80 por cento são doença de Alzheimer.

Divulgação

Jacqueline Cássia de Castro

Dra. Jacqueline Cássia de Castro

 

A população mais acometida pelo Alzheimer é aquela com 65 anos de idade ou mais, sendo a idade um fator de risco importante, mas a doença não é exclusiva da velhice, podendo ser identificada em pacientes mais novos.


A doença do Alzheimer é progressiva, e ainda não tem cura, mas pode ser estabilizada por meio de tratamento.


Para quem convive com pessoas com Alzheimer é preciso saber se comunicar, já que a doença pode comprometer a comunicação do paciente ao longo do tempo.


A seguir sugerimos 5 dicas, baseadas nos indicativos da Alzheimer’s Society. Afinal, da mesma forma que eles encontram dificuldades para se expressar, devemos tomar cuidado com o que diremos.
Saiba o que não se deve perguntar a uma pessoa com Alzheimer:


1. Você se lembra de quando….
Estimular a memória de um idoso com Alzheimer com este tipo de pergunta pode desencadear frustração ou causar tristeza caso ele não tenha mais lembrança de determinado acontecimento, pessoa etc. Além disso, não há evidências de que esta prática de “treinar o cérebro” ajudará alguém a manter a memória.
Procure abordar o passado apenas quando o idoso fizer menção a ele, deixando que ele lidere o ritmo da conversa.


2. Mas eu acabei de dizer para você…
Para quem convive com alguém com Alzheimer é comum ter que responder a mesma pergunta diversas vezes. Por mais que seja frustrante para você, é ainda mais para o idoso que não se lembra do que foi dito devido a sua condição de saúde. Procure compreender e responder a pergunta quantas vezes for necessário.


3. O que você fez esta manhã?
Quem tem Alzheimer pode não se recordar de fatos recentes. Portanto evite perguntas que referenciam a algum fato e/ou evento.


4. O que você quer beber?
Evite fazer muitas perguntas abertas, pois a pessoa não consegue se lembrar da resposta. Em vez disso, pergunte dando alternativas como por exemplo, “você quer chá ou café?” ou mais simplesmente, “você quer uma xícara de chá?”


5. Você sabe quem sou eu?
Quando alguém com demência não o reconhecer, pode ser frustrante, mas lembre-se de que o sentimento é mútuo. Perguntar ao idoso se ele se lembra de você, pode fazer com que o idoso se sinta culpado, caso não se recorde da pessoa. Em vez disso, cumprimentar a pessoa com demência e, na medida em que perceber a condição do idoso, decidir se fala ou não seu nome para ele em tom de apresentação.

 

 

*Dra. Jacqueline Cássia de Castro

Geriatra e fundadora do Projeto Cuidar – Geriatria Goiânia (https://geriatriagoiania.com.br).
CRM-GO: 16783 RQE: 11979

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix